quarta-feira, 10 de setembro de 2008

pensamentos.

Porque tudo que cogita hipótese se torna deveras duvidoso. E não há nada neste mundo que muda mais os passos que as pernas. Ah, as pernas, por vezes injustas nunca estão no mesmo passo que outra, uma lá outra aqui e se distanciam quando são tão iguais.

*********************************************************************
Mas assim, conhecer alguém que já foi presente outrora e admirar a mesma beleza que se viu outrora, como forma de perfeição, coisa que nunca deixa de existir, um sorriso no canto da boca, um cabelo escuro pra servir de cortina pra proteger do pó da rua, os olhos castanhos a prostrarem santidade de cipreste a nossa vida, é a coisa mais agradável do mundo.

**********************************************************************

Os passos vão ficando mais cansados é difícil termos que nos adaptar com a idade, é difícil ter que deixar de lado aquela alma criança que não precisava se manter com renuncias, renunciar algo que goste muito; é a maior prova do amor.

**********************************************************************

A mim, uma pessoa amorável é exata até provarem o contrário, mas quando provam ela se torna algo indesejável, ilegível e preterível.

**********************************************************************
Amar é muito diferente que sentir. Amar é não sentir nos lábios uma só palavra a dizer por não poder explicar.

**********************************************************************



Talvez, hoje, agora, eu tenha me sabido de vez o que vem acontecido; é que talvez o meu processo de amadurecimento tenha sido também o meu processo de decadência e o que eu queria antes que pudesse ter sentido pra um futuro bom, não tem mais.

**********************************************************************
O coração se pudesse viver, sobreviveria.

**********************************************************************
Tive até inveja daquele robô do comercial do Johnny Walker, que diz que queria ter sentimentos, mas como, se querer algo já é ter sentimentos, mas ainda Sim, eu não queria ter sentimentos.

**********************************************************************
é como veludo que não se abraça vestido, o gostoso da vida é poder abraçá-la pelado e sentir as vibrações!
**********************************************************************

Gostoso? Gostoso mesmo é foder a porra da garrafa de vinho, hoje tomei um copo, mas a porra do prozac não faz mais efeito, estou com muita porra nos ouvidos me zunindo, ela nem gozou na minha cara ainda, espera, espera lá... meus pensamentos começam com pernas e terminam com putarias. Eu comecei com os dedos pra ela e vou terminar com zombarias, espere, espera lá, jajá termina, como uma vacina da rubéola, dolorida, mas protege de futuras doenças, assim funciono.

5 comentários:

Marília Rodrigues disse...

All for us...

E eu preciso dizer que nem tudo aí é compreensível pra maioria...

Adalice disse...

vacina de rubeula nem doi! :D
*-*

Pri disse...

And, finally, I know that everything that you write, it's everything that you feel...

and it hurts me... a lot.

Pri.

Gi disse...

Vesti uma blusa preta. Ela me deixa com metade das costas de fora. Não gosto das costas nuas. Sinto-me totalmente nua.
Por outro lado, a filha da puta valoriza minha cintura e principalmente é generosa ao acentuar meus pequenos seios.
Pensei cá com meus botões:
Com que finalidade vesti essa blusa se me sinto nua?
O que tem essa porcaria que acabei de relatar relacionada com a postagem?
Bom, é um comentário.
*Adorei meus pequenos seios bem desenhados nessa blusa.

Notas de velho chapado disse...

Gi, se você for gostosa, nos procura. Manda email, calcinha, fetiches e a coisa toda!