terça-feira, 30 de setembro de 2008

Nada mais além de ti.

Andando, vagando, generosamente um vagabundo passeando no parque. Olhando a lagoa, olhando as moças, olhando nada e querendo tudo. E se eu pudesse dizer o que é tudo isso, eu jamais abriria a boca. A tentativa de desvendar os fatos do pensamento é totalmente idiota.
Tentando falar outras línguas, tentando lamber outras línguas, chupar outros beiços, tentando e não conseguindo, não me sai do pensamento o que nunca tive, mas sinto o gosto.
Pau que não endurece pra outras bocetas, pau que não voluptua, pau que não quer ter outrem, mas que porra, malandro. Isso é o amor? Que desejo insaciável de ter uma única pessoa o tempo todo, de gozar com uma pessoa o tempo todo de não ter que acender cigarros depois do ato pra esconder que a pessoa só é boa companhia na hora da trepação! Óh, Céus. Acho que estou em devaneios. Acho que te achei na hora que me perdi e acho que os clichês agora são mais intensos.

13 comentários:

Roxane Santos disse...

entendo perfeitamente o que o senhor quis dizer com isso. concordo totalmente. >)

Marília Rodrigues disse...

=D
Pode deixar que eu aviso a menina que você gosta dela! ;)

Anônimo disse...

Não é amor meu caro.É dúvida!

beijo,Ana

Anônimo disse...

Cabeça.
Gstaria que fosse, tudo isso, escrito pra mim.
E gostaria muito.

Bjo.

Notas de velho chapado disse...

Ana, não estou procurando algo pra denominar meu sentimento. Apenas vivo com ele!:) Sem erros, sem desprezo e sem querer que mude.

Anônimo disse...

Um ser romance acima de tudo.

beijo,Ana

Joana disse...

Seja superficial.
"É arriscado amar de mais"
É bom, mas arriscado.

Anônimo disse...

Viu a nova música do Camelo?
Chama-se: Téo e a Gaivota.

"eu sei,
todo ser humano pode ser um anjo"

Notas de velho chapado disse...

Anônimo, eu vi. Por sorte, anjo nem seria eu! :) Anjo torto, destes que dizem: Téo, vai ser gauche na vida.

Anônimo disse...

Téo, quer ser meu?
Ass. Sara

Lala disse...

Euuu acho, que tu que fica inventando esses anônimos só pra fazer ibope! RARARA

Notas de velho chapado disse...

Anônimo Anônimo disse...

Téo, quer ser meu?
Ass. Sara

2 de Outubro de 2008 19:01


---


Lala, viu que foi postado as 19:00? Encontrava-me ocioso no trabalho... como sempre, ao menos estava por lá.


E sara, quem é você?

Anônimo disse...

Sou eu, Téo.
Quer ser meu?

Ass. Sara.