sexta-feira, 18 de junho de 2010

ópera

Vamos à ópera.
Não gosto de ópera.
ó-p-e-r-a, Téo.
Não vou à ópera.
Vai sim.
Fui à ópera.
Péssima ópera.
Ela bocejava.
Eu odiava.
Levantei.
Fui pra casa.
O diabo ria.
Ha-ha-ha.
Filha-da-puta.
Havia samba,
na esquina.
Mulatas,
suadas,
exalando sexo.
e o diabo ria.
"é isso que merece,
um belo filho-da-puta,
acabar na punheta,
depois de uma ópera."

3 comentários:

Pearl disse...

detesto ópera. ela bocejou decerto por ver tantas bocas abertas, bocejo pega, né?

bota essa mulher pra sambar!

Janaina Cristalina Prolixina. disse...

Gostei do comentário acima, faz muito sentido hahahaha!

Aline Patrícia disse...

Ópera? Não faz meu estilo, meu bem.
Certamente a visão e os demais sentidos são bem mais estimulados pelo samba!
Estou longe de ser uma passista, mas para fazer festa eu me jogo... e o diabo se sacia.

:)